martes, octubre 03, 2006

Fogo preso

No me canso de escuchar fado, tiene versos tan intensos, poderosamente dolorosos y ciertos. Cambio otra vez la canción de Mísia. Pongo hoy Fogo Preso del último disco Drama Box (2005). Como siempre, les dejo la letra, para seguir la melodía cantando.

Fogo Preso
(Vasco Graça Moura – Fontes Rocha)


Quando se ateia em nós um fogo preso,
O corpo a corpo em que ele vai girando
Faz o meu corpo arder no teu aceso
E nos calcina e assim nos vai matando
Essa luz repentina
Até perder alento,
E então é quando
A sombra se ilumina,
E é tudo esquecimento,
Tão violento e brando.

Sacode a luz o nosso ser surpreso
E devastados nós vamos a seu mando,
Nessa prisão o mundo perde o peso
E em fogo preso à noite as chamas vão pairando
E vãose libertando
Fogo e contentamento,
A revoar num bando
De beijos tão sem tento
Que não sabemos quando
São fogo, ou água, ou vento.

A revoar num bando
De beijos tão sem tento,
Que perdem o comando
Do próprio esquecimento.



Powered by Castpost

1 comentario:

laveron dijo...

esto por Misia no me canso de escucharlo...es una belleza repetida en todos los idiomas...
un beso
laura